Obra do CAT do Engenho tem início

As obras de construção do Centro de Atendimento ao Turista (CAT), da comunidade do Engenho II, em Cavalcante, foram iniciadas no final do mês de junho de 2012. Esta é uma obra planejada pelo Projeto Kalunga Sustentável, sob patrocínio da Petrobras, e que foi encampada pela Prefeitura Municipal, com subsídios do programa da Caixa Econômica Federal. “A intenção é terminarmos a obra antes do período de chuva chegar”, afirmou o arquiteto da prefeitura, Amâncio Clemente durante visita de definição do local adequado para a construção, no dia 13 de junho, acompanhado pelo presidente da AQK (Associação Quilombo Kalunga), Sirilo dos Santos Rosa entre outras lideranças da comunidade quilombola.

O Centro de Atendimento ao Turista no Engenho é um anseio antigo da comunidade quilombola que mais recebe turistas no município de Cavalcante. Atualmente, os turistas são recebidos na cabana em frente ao restaurante S&G, próximo ao orelhão da comunidade. De lá, eles são divididos em grupos de não mais que oito pessoas por guia, e seguem a pé para o atrativo escolhido, seja a cachoeira Santa Bárbara, Candaru ou Capivara. “Não há uma recepção adequada para os turistas que se interessam pelo Território Kalunga e suas riquezas”, comentou Izabel Maia, coordenadora do PKS e presidente da AGQK (Associação dos Guias do Quilombo Kalunga) durante a escolha definitiva do local do CAT.

 

Forma de ‘passarinho’

O responsável da prefeitura pela obra, Amâncio Clemente, conhecido como Mentão apresentou a planta, que foi planejada seguindo as necessidades listadas pelas lideranças Kalungas, no terreno à direita da entrada da comunidade, próximo ao Posto Saúde. A forma de ‘passarinho’ do projeto arquitetônico ficará com o ‘bico’ virado de frente para a serra, concordaram todos os presentes.

O prédio completo do CAT terá cerca de 240 metros quadrados divididos entre vários ambientes como um salão aberto, dois banheiros, uma cozinha, uma sala de reuniões mais sete salas que servirão para diversos propósitos da Associação Quilombo Kalunga e da Associação de Guias como depósitos. Além disso, o CAT contará com um estacionamento para aproximadamente trinta carros. O salão servirá também como espaço de exposições e manifestações da arte Kalunga.

Entrega prevista para novembro

Segundo Mentão, a obra deverá estar concluída em novembro de 2012. “Amanhã já começamos com a medição do terreno, construção de barracão e cantina e fabricação de adobes”, afirmou. A comunidade comprometeu-se em coordenar a chegada da água na obra e o início da fabricação dos adobes. A obra usará também madeira de eucalipto tratada e palha. O projeto pretende manter as características das construções rústicas Kalungas, mas com adequações relativas ao conforto requisitado pelo turista.

Ainda segundo Mentão, a obra deverá ser conduzida por uma equipe média de oito pessoas comandadas pelo empreiteiro Geraldo Rodrigues de Souza que também acompanhou a visita. “A primeira parcela para a obra foi liberada pela Caixa e começaremos a trabalhar amanhã”, reiterou o responsável da prefeitura.

Participaram da visita os seguintes membros da comunidade e lideranças locais: Sirilo dos Santos Rosa, Cezário Paulino da Silva, Jorge Moreira de Oliveira, Luceni dos Santos Rosa e Izabel Francisco Maia.

Deixe uma resposta